Dez problemas com o uso de fontes radioativas

Posted on Wednesday, 8 July 2020 at 10:13

Select version: English - Spanish - Portuguese

Cansado de tanta burocracia, necessária para o uso de densímetros radiométricos? Você não está sozinho. Na indústria, usuários de equipamentos baseados em tecnologia radioativa constantemente reportam problemas em relação as suas fontes. Nesse blog estão descritos os dez problemas mais reportados em relação aos dispositivos de medição baseados em tecnologia radioativa (nuclear).

1: REGULAMENTOS

Os órgãos regulamentadores dos governos do mundo todo vêm implementando e atualizando as normas para o uso de dispositivos radioativos, e os regulamentos existentes estão cada vez mais estritos. Sem as devidas licenças não é permitido operar com esses dispositivos. As mudanças de normas de controle estão associadas ao fato de que os governos estão priorizando cada vez mais o cuidado com o meio-ambiente. Assim como as empresas, que ao mesmo tempo também querem proporcionar a seus colaboradores um ambiente de trabalho mais seguro e agradável.

2: DESCARTE

O que fazer com uma fonte radioativa que requer descarte? Normalmente espera-se que o fornecedor da fonte tenha uma solução para isso. Quando a fonte já ultrapassou sua vida útil o usuário tem duas opções: 1. Armazenar a fonte na empresa, 2. Descartar a fonte.

Algumas empresas possuem suas próprias equipes para remover as fontes, no entanto, normalmente o fabricante ou fornecedor do dispositivo nuclear é responsável pelo descarte.

Em alguns países o fabricante é obrigado a oferecer serviços de transporte e descarte de fontes, enquanto em alguns outros o usuário é o responsável por isso, e, portanto, usualmente ocorre a contratação de uma empresa terceira devidamente autorizada e licenciada para executar tal atividade.

De qualquer maneira, os custos associados ao descarte de fontes é alto. Nos EUA, por exemplo, esse custo pode chegar a US$ 7.000, considerando que não haverá custos adicionais para sanar problemas de segurança associados ao shielding de proteção do dispositivo contra a radiação.

3: INSPEÇÕES

Alguns órgãos requerem que as empresas usuárias de dispositivos radioativos façam a contratação de terceiros licenciados para inspecionar os níveis de radiação na área ao redor das fontes. Essa é uma medida obrigatória para empresas situadas na Holanda, por exemplo, onde uma empresa terceira licenciada é contratada para coletar e analisar amostras do shield de proteção da fonte, e os resultados são então compartilhados com a empresa contratante e autoridades locais. Essa inspeção também é chamada de teste de selagem. Primeiramente a superfície do shield de proteção é limpo com uma solução de etanol, então um bastonete é usado para checar a contaminação na superfície. Empresas licenciadas que operam com fontes radioativas devem realizar periodicamente os testes de selagem. Os dados de inspeção são revisados e aprovados por inspetores licenciados, e então armazenados como histórico durante um período.

Outros problemas:

Veja abaixo outros problemas associados ao uso de fontes radioativas. Nosso artigo sobre os problemas com o uso de instrumentos radiométricos contém a explicação a respeito dos principais problemas associados ao uso de fontes nucleares.

Solicite grátis nosso artigo através do formulário abaixo, e o arquivo será enviado automaticamente a você através do e-mail informado.

  • 4. Armazenagem
  • 5. Rastreio e localização (além das consequências caso se perca uma fonte)
  • 6. Problemas no shutter
  • 7. Treinamento obrigatório (Técnico de Radiproteção)
  • 8. Performance (meia-vida)
  • 9. Transporte
  • 10. Saúde e segurança

Quer saber mais?

Solicite grátis, através do formulário abaixo, nosso artigo sobre os 10 problemas mais comuns com o uso de fontes radioativas. Leia também outros blogs para obter mais informações a respeito de normas e regras para uso de fontes radioativas, e o descarte de fontes:

Você quer eliminar de vez os problemas associados ao uso de tecnologia radioativa?

A Rhosonics ajuda as indústrias a eliminarem riscos e custos associados ao uso de fonte radiativas. Densímetros radiométricos dominaram durante décadas, no entanto hoje em dia existem alternativas. Está enfrentando problemas similares ao s mencionados no blog? Por favor, entre em contato conosco e conheça nossa solução.

VIDEO: Introdução ao densímetro não-radioativo.

Deseja receber atualizações frequentes de nossos produtos? Inscreva-se nossa newsletter ou siga-nos em nossas redes sociais no LinkedIn e no Facebook. Você também pode participar de nossos seminários on-line gratuitos, clique aqui para se registrar.

Tags: Mineral processing industry, Processamento mineral, Densímetro não radioativo para polpa, Density meters, Slurry Density Meter, Non Nuclear Density Meter, Non-nuclear, Dredging